25 de janeiro de 2011

Pra viajar sem sair do lugar!

Como vocês devem ter percebido, o blog trás muito dos gostos das autoras. E por isso, o post de hoje são para os amantes da leitura, assim como eu! Na verdade, o intuito desse post é sobre o TIPO de leitura. Falarei sobre livros de “suspense/romance/policial” ! Basicamente, são livros que têm um crime(ou algo ‘ilícito!’), e as ações giram em torno dele. Pode surgir um romance, ou flerte, mas SEMPRE há suspense; seja pra desvendar quem foi o criminoso, ou para outro fim. Esses tipos de livros são meus preferidos, pois normalmente são bem imprevisíveis, e me deixam ligadona até o final!
Vou colocar aqui apenas 1 livro de cada escritor, senão o post fica IMENSO, mas é bom lembrar que quase todos os livros desses escritores são muito bons:

Não conte a ninguém - Harlan Coben
Resumão: Há oito anos, enquanto comemoravam o aniversário de seu primeiro beijo, o Dr. David Beck e sua esposa, Elizabeth, sofreram um terrível ataque. Ele foi golpeado e caiu no lago, inconsciente. Ela foi raptada e brutalmente assassinada por um serial killer. O caso volta à tona quando a polícia encontra dois corpos enterrados perto do local do crime, junto com o taco de beisebol usado para nocautear David. Ao mesmo tempo, o médico recebe um misterioso e-mail, que, aparentemente, só pode ter sido enviado por sua esposa. Esses novos fatos fazem ressurgir inúmeras perguntas sem respostas: Como David conseguiu sair do lago? Elizabeth está viva? E, se estiver, de quem era o corpo enterrado oito anos antes? Por que ela demorou tanto para entrar em contato com o marido? Na mira do FBI como principal suspeito da morte da esposa e caçado por um perigosíssimo assassino de aluguel, David Beck contará apenas com o apoio de sua melhor amiga, a modelo Shauna, da célebre advogada Hester Crimstein e de um traficante de drogas para descobrir toda a verdade e provar sua inocência.

O natal de Poirot - Agatha Christie
A história quando se encontram casualmente, Pilar Lee e Stephen Farr, dentro de um trem que circulava por  Londres. Ambos não se conheciam e mal podiam imaginar o que presenciariam nos próximos dias. Gorston Hall, a mansão da família Lee, era o destino de Pilar. Simeon Lee, o patriarca, era um homem praticamente inválido, mas, muito lúcido e desagradável. Em função de seu poder aquisitivo, exercia grande influência na vida dos filhos – quando jovem conseguira fazer fortuna explorando diamantes na África do Sul – e agora, os filhos vivem as custas das posses do velho. Para o Natal deste ano, Simeon convocou seus filhos e noras – Alfred e Lydia, David e Hilda, George e Madgalene, Harry e a neta Pilar, filha da falecida Jennifer – para comemorar a data. Ninguém desejava compartilhar o jantar, mas, em função da idade e do dinheiro do velho, todos estavam em Gorston Hall em 24 de dezembro quando Simeon fora assassinado. Mobília desordenada e um cadáver com a garganta cortada. Foi com que se depararam os Lee’s ao arrombarem a porta do quarto do patriarca, após ouvirem barulhos e um grito estrondoso. Para desvendar o que ocorrera a Simeon, a polícia contava com os trabalhos do inspetor Sugden, do coronel Jonhson e de Hercule Poirot. Todas as pessoas que estavam na casa na noite do assassinato foram interrogadas. Todos eram suspeitos e, sem dúvidas, as investigações precisariam ser minuciosas para apontar o assassino. Antes do desenrolar das investigações, fora realizada a leitura do testamento do velho Lee. E como costuma ser as questões de herança, a leitura foi conturbada. O documento havia sido escrito antes do falecimento de Jennifer, a filha de Simeon, mãe de Pilar. Assim, a jovem espanhola acabava não tendo direito legal a fortuna dos Lee. Por fim, decidiram que Pilar ficaria com a parte da herança que cabia a sua falecida mãe. No desenrolar das investigações algumas informações eram desconexas, afinal, as pessoas mentem. Steve Farr, que se apresentara como filho do antigo sócio de Mister Lee, mentiu. Era filho bastardo de Simeon. Pilar não era Pilar. A verdadeira falecera durante a viagem Espanha-Inglaterra, e Conchita, também espanhola, tomou seu lugar. Apesar das várias suspeitas acerca de Pilar e Steve, em 27 de dezembro Hercule Poirot conseguiu, juntando todas as evidências, apontar o culpado. O assassino era o inspetor Sugden, filho bastardo de Simeon Lee.

O outro lado da meia-noite - Sidney Sheldon
Conta a vida de duas mulheres completamente diferentes: uma, Catherine Douglas, uma americana, e outra, Noelle Page,famosa atriz francesa. Essas duas mulheres são unidas pelo amor por uma mesma pessoa, Larry Douglas, aviador estadunidense. Noelle conhece Larry e pouco tempo depois decidem se casar, porém Larry foge e algum tempo depois se casa com Catherine. Isso provoca a fúria de Noelle, que decide ficar cada vez mais famosa, para quê um dia Larry Douglas a veja no cinema ou numa revista e lembre-se dela. Se envolve então com o terrível magnata grego Constantin Demiris. Noelle desenvolve, então, um terrível plano para se vingar de Larry. A história se passa principalmente durante a Segunda Guerra Mundial e termina com um fantástico julgamento citado no prólogo, elemento comum nos livros de Sheldon. A história continua em Lembranças da meia-noite, que conta o que aconteceu com Catherine Douglas e Constantin após o final do primeiro livro.

Todos esse livros são achados facilmente em livrarias, ou sites de venda online;  por um preço bem acessível! Espero ter alegrado os que gostam de ler, e cativado os que ainda não gostam! 
Até a próxima, e superbeeijo ;)

7 palpites ! Palpite também:

Inez disse...

Desses livros li somente O outro lado da meia noite do Sidney Sheldon, embora não seja o gênero de leitura que prefiro gostei muito.

Mônica Aubasi disse...

Inez, depois postaremos dicas de livros de outros gêneros, fique ligada!

:D

Duo Postal disse...

Eu gosto muito de ler e o Sheldon e a Christie são autores muito emblemáticos e pode-se dizer clássicos da literatura estrangeira. Blog bem bacana de vocês, parabéns!!!

http://duo-postal.blogspot.com

Leandro Danúbio disse...

Boas dicas de leitura... Voudar uma olhadinha e baixar na internet....

caroline disse...

Vc escreve muito bem!!

CAMILA DE ARAUJO disse...

Que bom encontrar alguém falando de Sidney Sheldon. Ele foi meu escritor preferido dos 12 aos 15 anos, com sua maneira cinematográfica de demonstrar as relações humanas aprendi a ler sistematicamente, ou seja, devorar livros mesmo xD
e sempre gostar de histórias onde as relações entre pessoas fossem expostas e cruas. Como a história das suas moças de "O outro lado da meia noite", que com certeza é um dos meus preferidos desse mestre, que faz muita falta!

www.teoria-do-playmobil.blogspot.com

Matheus disse...

Opa! Tô te seguindo....

Retribui?

http://pracantarebeber.blogspot.com/


Abraços!

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...